domingo, 9 de junho de 2013

Linha 18-Bronze do Metrô SP terá licitação até agosto


Fonte: Revista Ferroviária

O governo de São Paulo promete publicar até agosto o edital de licitação da nova linha do Metrô que vai ligar a cidade de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, à estação Tamanduateí, onde haverá conexão com a linhas 2 - Verde do Metrô e a linha 10 Turquesa da CPTM.

A nova linha, denominada linha 18-bronze, terá 12 estações em 14,3 km de extensão e vai funcionar com 23 trens. A demanda estimada é de 365 mil passageiros por dia.

O trajeto irá da estação Tamanduateí até o Paço Municipal de São Bernardo, interligando a região do ABC e o Sistema Metroferroviário da Região Metropolitana de São Paulo.

A nova via metroviária vai utilizar um sistema inédito de monotrilho usado em cidades como Nova York, Chicago, Sidnei e Osaka.

Trata-se de uma alternativa de custo mais baixo para a expansão da rede do Metrô em São Paulo. A implantação, operação e manutenção ficarão a cargo de uma concessionária privada, no modelo de Parceira Público-Privada (PPP) que vem sendo usada pelo governo paulista.

"Os investimentos são da ordem de R$ 3 bilhões, sendo 55% de aportes públicos e 45% aplicados pelo setor privado", informou o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Julio Semeghini.

A concessão patrocinada, com prazo previsto para 25 anos, passou por audiência pública para oferecer ao mercado o modelo de parceria e suprir empresas interessadas com informações sobre o projeto.

"Haverá desoneração de parcela de ICMS em obras civis, sistemas e material rodante", diz Julio Semeghini. 
Nesta quarta-feira, 5, o secretário terá encontros na Prefeitura de São Paulo com o prefeito Fernando Haddad, e autoridades dos municípios da grande São Paulo (ABC), para acertar detalhes do projeto, que contou com assessoria do Banco Mundial (Bird).

3 comentários:

Gerson Rigras disse...

Esta linha trará inúmeros benefícios, a começar pela diminuição da demanda em diversas linhas operadas pela EMTU, além da CPTM e o Metrô que em alguns trechos, também terão um fluxo menor de passageiros (Santo André, São Caetano, Jabaquara). Acredito que a readequação logística, será benéfica, pois em SP, o Metrô e a CPTM abriram portas para criação de novas linhas, integrações e o mesmo deve ocorrer no ABC.

Márcio disse...

ESSA OBRA É MAIS DO QUE NECESSÁRIA , POIS SÃO BERNARDO NECESSITA DE UMA TRANSPORTE QUE POSSA ANDAR EM VELOCIDADES MAIS ALTAS, QUE NÃO PEGUE SEMÁFOROS QUE NÃO TENHA PERIGO DE PESSOAS , BICICLETAS , VEÍCULOS E DEMAIS ATRAVESSAREM EM SUAS VIAS DE ROLAMENTTO OU TRANSITAR PELAS MESMAS, QUE LEVE MAIS PESSOAS POR CADA VIAGEM E QUE USE ENERGIA ELÉTRICA QUE É UMA ENERGIA ECOLOGICAMENTE CORRETA.POIS O FUTORO ODS TRANSPORTES COLETIVOA É O METRO OUTRENS DE SUBÚRBIO IGUAIS AOS DA NOSSA CPTM,NÃO HÁ OUTRO JEITO, O NEGÓCIO É REALMENTE INVESTIR EM METRO E TRENS.

Sueli Gutierrez disse...

É mais que urgente a construção do monotrilho que liga SP ao ABC, já que milhares de trabalhadores moram nessa região e trabalham em São Paulo. Tem também o fluxo dos estudantes, milhares de SP, das escolas Engenharia Mauá, Universidade Metodista, Uniban, escola Estadual e Etec, estas duas de São Caetano,

Postar um comentário

Seguidores