sábado, 29 de dezembro de 2012

Metrô obtém licenças ambientais das obras dos monotrilhos das linhas 15-Prata e 17-Ouro


Fonte: Metrô

O Metrô de São Paulo obteve da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA) três licenças ambientais de instalação de trechos das obras de implantação das linhas 15-Prata (Ipiranga - Hospital Cidade Tiradentes) e 17-Ouro (Jabaquara-Congonhas-São Paulo Morumbi), ambas em sistema monotrilho.
 No caso da Linha 17-Ouro, a permissão abrange um trecho de 2,6 km de via elevada na Av. Roberto Marinho, entre a Estação Brooklin Paulista (exclusive) e a Estação Chucri Zaidan (exclusive), sem estações intermediárias; 2.059m de via elevada na Avenida Jornalista Roberto Marinho entre as estações Brooklin Paulista (exclusive) até Vila Paulista (exclusive) e de Chucri Zaidan (exclusive) até a Avenida Nações Unidas; 2.870m de via elevada na Avenida Washington Luís, entre o cruzamento com a Av. Jornalista Roberto Marinho até a estação Congonhas (1.180m), e na Av. Nações Unidas, até a estação Morumbi (1.690m).

 Já as três licenças para a Linha 15-Prata referem-se aos seguintes locais: 4,5 km de estrutura elevada no canteiro central da Av. Prof. Luiz Ignácio de Anhaia Mello, entre a estação Oratório e o cruzamento com a Rua Manuel Arruda castanho; 6 km de estrutura elevada, junto a canteiros centrais da Av. Prof. Luiz Ignácio de Anhaia Mello com a Rua Arruda Castanho, seguindo pela Av. Sapopemba e final após a Praça Felisberto Fernandes da Silva, no cruzamento da Av. Ragueb Chohfi com a Rua Ursa Menor; 660m de vias elevadas para circulação de trens no canteiro central da Av. Sapopemba, nas proximidades das futuras Estações Jardim Planalto, Sapopemba e Fazenda da Juta. 

Transporte para zona sul
Quando concluída, a Linha 17- Ouro terá 17,9 km de vias elevadas, 18 estações, um pátio de manutenção e uma frota de 24 trens. O primeiro trecho, entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi (CPTM), terá 7,7 km de extensão e em 2014 possibilitará a conexão entre o aeroporto e a rede metroferroviária. Nesse trecho, as obras se desenvolvem no canteiro central da Av. Jornalista Roberto Marinho, com a construção estacas, blocos de fundação e pilares de concreto, que sustentarão as vias do monotrilho. Somente nessa primeira etapa a previsão é transportar 97,8 mil passageiros por dia, em média.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores