quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Empresa é proibida de recarregar Bilhete Único em 17 estações do Metrô


Fonte: R7

Uma das quatro empresas autorizadas a vender créditos do Bilhete Único dentro das estações do Metrô não repassou os valores que recebeu dos usuários para a SPTrans, que gerencia o sistema. Com isso, as recargas do vale-transporte em 17 estações foram suspensas.

A SPTrans disse, em nota, que a empresa Serviços Digitais Ltda. atrasou os repasses de créditos nos últimos meses e há 15 dias deixou de enviar os valores à autarquia. A partir de então, os guichês e as máquinas da Serviços Digitais não podem mais vender recarga do Bilhete Único.

O Metrô também informou que já multou a empresa em cerca de R$ 10 milhões por má prestação de serviço de recarga. A SPTrans aplicou mais de 30 multas e ainda iniciou um processo de descredenciamento da Serviços Digitais por descumprimento do contrato.  

Segundo a SPTrans, em 2010, o Metrô abriu licitação para oferecer o serviço de recarga em todas as estações. Os locais foram divididos entre as quatro empresas vencedoras.

As estações onde não está havendo recarga do Bilhete Único são: Ana Rosa, Vila Mariana, Santa Cruz, Praça da Árvore, Saúde, São Judas, Tucuruvi, Parada Inglesa, Jardim São Paulo-Ayrton Senna, Santana, Armênia, Corinthians-Itaquera, Artur Alvim, Patriarca, Guilhermina-Esperança, Vila Matilde e Penha.

A alternativa para quem precisar do serviço, segundo a SPTrans, é recorrer a um dos 28 terminais de ônibus da cidade de São Paulo e também a bancas de jornais, bares, restaurantes e casas lotéricas. Em outras 46 estações do Metrô o sistema funciona normalmente. A recarga também pode ser feita pela internet, no www.sptrans.com.br.

Até a publicação desta matéria, o R7 não havia localizado nenhum representante da Serviços Digitais para comentar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores