quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Metroviários adiam a greve para dia 24/10 buscando negociação


Fonte: Sindicato dos Metroviários

Mesmo com o descumprimento por parte do Metrô do prazo de 120 dias acordado no TRT que suspendeu a greve do dia 23 de maio, onde a empresa se comprometeu buscar a linearidade do pagamento da PR (Participação nos Resultados), uniformizar a jornada de 36h semanais na operação e resolver algumas questões de equiparação salarial pendentes, os metroviários atenderam a solicitação do TRT e adiaram a greve programada para esta quinta-feira (4/10), para 24 de outubro, conforme prazo solicitado pelo Tribunal.

Com isso, a categoria deu uma demonstração de consciência e preocupação com a população, ao mesmo tempo desmentindo a acusação mentirosa e oportunista da direção da empresa e do Governo do Estado de que estaria promovendo uma greve de caráter eleitoreiro.

Será mantida a mobilização da categoria com distribuição de Cartas Abertas, setoriais na manutenção, uso de adesivos a partir do dia 15 e coletes no dia 18, trabalho sem uniformes nos dias 22 e 23, até a assembleia de preparação para a greve do dia 24 de outubro, caso não haja bom senso por parte da direção da empresa em buscar uma saída negociada para o impasse.

Denunciamos o caráter criminoso da empresa, que vem praticando sistematicamente, por meio de algumas de suas chefias, um verdadeiro assédio moral coletivo, obrigando-os assinarem compromisso para comparecimento em caso de greve, ameaçando de demissão os trabalhadores que aderirem ao seu direito constitucional de greve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores