sábado, 22 de setembro de 2012

Metrô e trem são opções no 'Dia Mundial sem carro'


Fonte: Metrô

No “Dia Mundial Sem Carro” (22/09), os trens do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) servem de opção para as pessoas que decidirem deixar seu veículo em casa. Atualmente, o sistema metroferroviário tem 335 quilômetros e transporta 7,2 milhões de passageiros, diariamente. Até 2014, a rede deve chegar a 400 quilômetros com os investimentos que estão sendo realizados para ampliação e modernização da malha sobre trilhos.

Com capacidade de absorver mais passageiros, o transporte público metropolitano possibilita mais espaço nas ruas, avenidas e rodovias, menos poluição atmosférica e sonora e rapidez nos deslocamentos. Além disso, há redução de custos do transporte e diminuição de acidentes de trânsito.

Calcula-se que, em 2011, se não existisse o sistema metroferroviário, a Região Metropolitana de São Paulo consumiria mais 927 milhões de litros de derivados de petróleo ou 5,9 milhões de barris e sofreria com congestionamentos e mais emissão de poluentes. Os benefícios sociais proporcionados por trem e metrô são estimados em R$  12,5  bilhões  ao ano, valor equivalente a quase 30 km de novas linhas de  metrô.

Economia no consumo de energia
Os investimentos na CPTM e no Metrô também significam redução no consumo de energia, em tempos de escassez de recursos naturais. A diferença entre o consumo energético por passageiros transportados nos meios individuais e nos coletivos é brutal. Com percurso médio maior, na CPTM, o gasto é de 0,9 quilowatts/passageiro/hora. Já o Metrô tem menor consumo: 0,5 Kw/passageiro/hora. No caso do automóvel, o consumo é de 13 Kw/hora por passageiro: 26 vezes mais que no Metrô e 15 mais do que na CPTM.

Benefícios para a saúde pública
O Metrô e a CPTM também contribuem para a qualidade do ar da cidade. Estimativa de redução da concentração de poluentes atmosféricos - especialmente partículas inaláveis – em determinados períodos do ano chega a 75%, devido à operação do sistema metroviário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores