segunda-feira, 23 de julho de 2012

O equilíbrio do sistema

Trens vazios circulam na Linha 3 em horários pré-determinados
Por Diego Silva

Quem utiliza a Linha 3-Vermelha nos horários de pico logo irá associar o que falarei nessa matéria: os trens vazios que passam direto em Palmeiras-Barra Funda, durante o rush da tarde. É uma situação que muitos já estão acostumados, pois observam diariamente, porém, provavelmente não sabem exatamente para quê funciona essa estratégia, que também é adotada na Linha 1-Azul, mas no pico matutino apenas.

A Linha 3-Vermelha ostenta o incômodo título de linha mais carregada do mundo. Para isso, o Metrô precisa fazer certos malabarismos para poder manter o sistema operando em ordem, atendendo todos os usuários da mesma maneira. Quem embarca em Palmeiras-Barra Funda no pico da tarde sabe perfeitamente o que estou falando: trens saem completamente lotados, rumo à zona leste de São Paulo.

Para poder atender as estações da frente, que contam com movimento similar (Santa Cecília, Anhangabaú e República, mais especificamente), o Metrô libera trens vazios para estas estações, com o intuito de oferecer um embarque mais seguro e tranquilo para os usuários destas estações. Imaginem vocês se isto não acontecesse, o problema que não seria embarcar em trens abarrotados, provenientes do terminal Oeste desta linha? Lotação, demora e muitas dificuldades para embarcar.

O Metrô está modernizando toda a frota da Linha 3-Vermelha. Serão 47 trens que irão ganhar ar-condicionado, novo salão de passageiros, nova sinalização e novos assentos, visando aumentar a oferta de lugares e melhorar o conforto do usuário. Sete composições modernizadas já foram devolvidas à operação, mostrando para os usuários como será o transporte deles daqui para frente.

Um comentário:

ALEXANDRO disse...

Estes trens vazios são chamados os "trens fantasmas" !

Postar um comentário

Seguidores