terça-feira, 22 de maio de 2012

Greve Metrô 2012: Metroviários rejeitam proposta do governo de São Paulo


Fonte: UOL

Terminou sem acordo a reunião entre o governo paulista e o Sindicato dos Metroviários de São Paulo que tentava um acordo para atender as reinvindicações da categoria e assim suspender a greve marcada para a 0h desta quarta-feira (23). O TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo) concedeu liminar no final da tarde que obriga os metroviários, caso entrem em greve, a trabalhar com 100% da frota nos horários de pico (das 5h às 9h e das 17h às 20h), e no restante do dia com 85% da capacidade.

Caso o sindicato não obedeça a determinação, a multa estipulada é de R$ 100 mil por dia. De acordo com o TRT, está descartada a possibilidade de catraca livre caso a greve se confirme. Na reunião, o governo fez uma proposta de reposição de perdas salariais e aumento real que foi recusada pela categoria.

Na noite desta terça-feira (22), os metroviários se reúnem para decidir se mantém a greve marcada para amanhã ou se suspendem o movimento mesmo sem acordo definido com o governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores