sábado, 14 de abril de 2012

Metrô suspenso muda paisagem da zona leste

Monotrilho da Linha 2 foi apresentado ontem em Hortolândia
Fonte: Diário de São Paulo
Imagem: José Luis da Conceição/GESP


Estão avançadas as obras do primeiro trecho da expansão em monotrilho  da Linha 2-Verde do Metrô, que receberá trens fabricados no Brasil pela empresa canadense Bombardier, cuja fábrica foi inaugurada ontem em Hortolândia.

Serão 17 estações ao longo de 24,6 km de extensão, ligando Vila Prudente ao Hospital de Cidade Tiradentes, na Zona leste, com um total de investimento de R$ 4,9 bilhões e previsão de 550 mil passageiros por dia.

Já é possível ver a estrutura bruta que está preparada para o lançamento das vigas-guia no primeiro trecho de 2,9 quilômetros de extensão, entre as estações Vila Prudente e Oratório. Serão empregadas 450 vigas-guia, incluindo o pátio de estacionamento e manutenção de trens, localizado próximo à estação Oratório. A previsão de entrega deste trecho é no final de 2013.

A produção das vigas – até seis peças por dia – está sendo feita em uma fábrica montada em uma área de 50 mil metros quadrados, situada na altura do número 1.800 da Avenida Jacu Pêssego. Cerca de 170 trabalhadores estão envolvidos na fabricação das vigas.

Ao mesmo tempo, 139 operários executam as lajes da plataforma e mezanino da futura estação Oratório. “A fase mais adiantada da obra é a estrutura bruta em concreto, que está 75% realizada”, disse o engenheiro Paulo Meca, responsável pela obra. “A próxima fase será o acabamento e a instalação de cobertura metálica.”

A estimativa é de que mais de nove mil passageiros por dia utilizem a estação Oratório quando em funcionamento, em 2013.
As obras de construção do Pátio Oratório tiveram início em abril de 2010. Atualmente, estão sendo realizadas as obras de terraplanagem, a construção de galerias enterradas e as fundações para as vigas-guia do monotrilho.

O segundo trecho, até São Mateus, deverá iniciar funcionamento em 2014 e a chegada à Cidade Tiradentes, em 2016.
A estudante Elaine Moura, que todo os dias percorre este trecho de ônibus espera economizar três por dia quando todo percurso estiver concluído. “Hoje dá para ler um livro por dia no ônibus”, disse.

Ouro /Outra que será operada por monotrilho é a nova Linha 17-Ouro, que fará a ligação do aeroporto de Congonhas com a rede metroferroviária. O primeiro trecho a ser entregue  será entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi da Linha 9-Esmeralda da CPTM (Osasco-Grajaú), com 7,7 quilômetros de extensão, atendendo à concentração da rede hoteleira na região.

Na sequência, a Linha 17 será conectada à Linha 5-Lilás do Metrô na estação Campo Belo, até meados de 2014, e o restante da linha  até meados de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores