quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Governador visita obras da estação e do pátio Oratório, do monotrilho da Linha 2-Verde

Monotrilho Bombardier Innovia 300
Fonte: Metrô

O governador Geraldo Alckmin, acompanhado do secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e do presidente da Companhia do Metrô, Sérgio Avelleda, realizou inspeção às obras de construção da estação Oratório e do pátio Oratório, que fazem parte da extensão da Linha 2-Verde, em monotrilho.

Na ocasião, o governador fez o anúncio do início das obras do trecho de mais de 4,5 quilômetros que vai desde a estação Oratório até o cruzamento com a avenida Sapopemba. No último dia 10 de janeiro, o Metrô recebeu a Licença Ambiental de Instalação para a construção de mais essa extensão.

Estação Oratório

As obras de construção da estação Oratório tiveram início em abril de 2010. Atualmente, 139 operários executam as lajes da plataforma e mezanino. A fase mais adiantada da obra é a estrutura bruta em concreto, que está 75% realizada. A próxima fase será o acabamento e a instalação de cobertura metálica.

A estimativa é de que mais de nove mil passageiros por dia utilizem a estação Oratório quando em funcionamento, em 2013.

Serão cinco mil metros quadrados de área construída e dois acessos, cada um com bicicletário para 50 bicicletas. A estação Oratório será totalmente acessível, contará com elevadores e escadas rolantes que permitem o acesso do mezanino às plataformas.

A inauguração do primeiro trecho do monotrilho da Linha 2-Verde, em construção entre Vila Prudente e Oratório, está prevista para 2013. O segundo trecho, até São Mateus, deverá iniciar funcionamento em 2014 e a chegada à Cidade Tiradentes, em 2015.

Pátio de Manutenção e Estacionamento Oratório

As obras de construção da estação Oratório tiveram início em abril de 2010. Atualmente, estão sendo realizadas as obras de terraplanagem, a construção de galerias enterradas e as fundações para as vigas-guia do monotrilho.

O novo pátio será o primeiro do Metrô específico para o sistema monotrilho, onde os veículos circularão em via elevada entre 12 e 15 metros de altura. O Pátio Oratório, com 5.650 metros de vias e capacidade para estacionar 28 trens, terá uma alça de acesso ao leste logo após a estação Oratório.

A área total do pátio é de quase 90 mil metros quadrados e abrigará 22 edificações, além de uma máquina de lavar trens.

Prolongamento da Linha 2-Verde

O primeiro trecho do prolongamento da Linha 2-Verde do Metrô, Vila Prudente-Oratório, com extensão de 2,9 km, encontra-se em implantação e é composto por duas estações: Vila Prudente e Oratório, além do Pátio Oratório. Posteriormente, seguirá de Oratório a São Mateus, com extensão de 10,1 km e oito estações: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstoi, Vila União, Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus. O trecho final, São Mateus - Hospital Cidade Tiradentes, terá sete estações e 11,4 km de extensão. No total, serão 24,5 km, ligando Vila Prudente ao Hospital Cidade Tiradentes, com 17 estações.

A extensão total da Linha 2-Verde é um empreendimento orçado em R$ 4,9 bilhões (incluindo as obras civis, equipamento elétrico e trens).

Tecnologia do monotrilho

A opção do Metrô de São Paulo pelo monotrilho para fazer a ligação Vila Prudente-Cidade Tiradentes levou em consideração o tempo menor de implantação deste sistema em relação ao metrô convencional, além da previsão de atendimento pleno da demanda, com capacidade para transportar 48 mil passageiros/hora/sentido. A implantação do monotrilho, privilegiando o canteiro central de avenidas, a uma altura entre 12 e 15 metros, minimiza a necessidade de desapropriações. A extensão da Linha 2-Verde avançará ao longo das avenidas Luiz Inácio de Anhaia Mello, Sapopemba, Metalúrgicos e Estrada do Iguatemi.

Quando o monotrilho estiver em operação, os moradores da Zona Leste, em São Paulo, vão poder efetuar o percurso entre os bairros Cidade Tiradentes e a Vila Prudente em apenas 50 minutos, trajeto que atualmente leva mais de duas horas para ser percorrido. Assim, a população que trafega nesse percurso economizará diariamente quase três horas para o transporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores