quinta-feira, 31 de março de 2011

Piano no Metrô: venha mostrar seu talento!

Piano na Estação Sé (Linha 3-Vermelha)

Todos os dias, praticamente três milhões de pessoas utilizam os trens do Metrô de São Paulo. Há alguns dias, os usuários que passam pela estação Sé notaram algo diferente perto do poço central da estação: um piano. Assim como existem pianos em algumas estações da CPTM (o mais famoso deles está na Luz), o Metrô de São Paulo, após receber uma sugestão nossa, disponibilizou quatro instrumentos em suas estações. Desde então, usuários que sabem tocar piano, ou mesmo curiosos que nunca tiveram a chance de estar perto desse tão conceituado instrumento musical podem tocar os mesmos. No início, o Piano na Luz (na CPTM) teve grande receptividade, e todos os dias, diversas pessoas fazem uma pausa em seus afazeres para poder usufruir de alguns minutos de boa música. Nesse projeto, foram descobertos alguns talentos, que foram chamados pela CPTM para gravarem o cd Piano na Luz, lançado recentemente pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Agora, o Metrô de São Paulo embarca nessa ideia, e um dos pianos está na mais movimentada estação do sistema, a Sé. Ponto de encontro das linhas 1-Azul e 3-Vermelha, a estação está localizada no marco zero da cidade de São Paulo, e diariamente, milhares de pessoas passam por ali. Não é muito difícil encontrar alguém tocando no piano, seja melodias clássicas, sejam as mais simples. Com isso, o Metrô atrai novos talentos, que durante seu embarque ou desembarque, pode parar para apreciar e tocar um instrumento clássico. Além da estação Sé, o Metrô disponibilizou pianos também na estação Santana (Linha 1-Azul), Tamanduateí (Linha 2-Verde) e Largo Treze (Linha 5-Lilás). Fica o convite para vocês que lêem o blog, quando passarem por tais estações, observarem e também participarem desse projeto. Venha mostrar seu talento!

Piano na Estação Tamanduateí (Linha 2-Verde)

quarta-feira, 30 de março de 2011

Metrô testa primeiro trem modernizado

Metrô nº 301 (agora K01) em testes na Linha 3-Vermelha


Com ar-condicionado e vários aprimoramentos tecnológicos, o primeiro trem modernizado do Metrô de São Paulo está em fase final de testes dinâmicos e deverá operar na Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda) nos próximos 60 dias. Quando foi enviada para reforma, em janeiro de 2010, a composição já havia percorrido 3.017.492 km, o equivalente a 237 voltas ao redor do mundo.
A composição, de seis carros, é a primeira de um lote de 98 unidades, 51 da Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi) e 47 da Linha 3-Vermelha, que passarão por atualização tecnológica. Um segundo trem modernizado da frota da Linha 3 também deverá iniciar a operação comercial nas próximas semanas.
A modernização em curso visa obter padrão de desempenho, conforto e acessibilidade equivalente às unidades novas de trens recentemente entregues. O trem modernizado ganhou ar-condicionado, câmeras de vigilância (quatro por carro), sensores para detecção de fumaça, sistema de informação audiovisual (monitores e displays), monitoramento contínuo dos equipamentos pelo operador (data bus) e sistema de freios com controle de patinagem e deslizamento que melhora o desempenho em condições de baixa aderência, como sob chuva.
A reforma também trouxe mais eficiência ao sistema de tração (motores e componentes eletrônicos). A cabine do operador foi ampliada e recebeu novo banco ergométrico e equipamentos que permitem maior interação com o funcionamento do trem, possibilitando identificar falhas sem deixar o console de comando.
As normas de acessibilidade foram seguidas à risca, com espaços apropriados para cadeiras de rodas, sinalização audiovisual de abertura e fechamento de portas, saída de emergência sinalizada, comunicação em Braille, dispositivos de emergência para comunicação com o operador e uma série de pega-mãos fluorescentes para pessoas com deficiência visual. Outras modificações importantes são a instalação de pega-mão central no teto do salão de passageiros e ventilação na região das portas.

História
A composição T301, que acaba de passar por reforma, foi a primeira a ser fabricada pela então Cobrasma. Em outubro de 1984, o trem pioneiro da frota da Linha 3-Vermelha entrou em operação comercial no trecho entre Tatuapé e Santa Cecília.

terça-feira, 29 de março de 2011

Estação Butantã é aberta ao público

Trem coreano estacionado em Butantã: mais uma nova estação em São Paulo

Foi inaugurada na manhã de ontem, a nova estação Butantã da Linha 4-Amarela. A terceira parada da nova linha de Metrô de São Paulo é semelhante às suas antecessoras Paulista e Faria Lima. Conta com portas de plataforma, maior ventilação, iluminação eficiente, escadas inteligentes, bloqueios de vidro (em vez de roletas), ligação com um terminal de ônibus e um bicicletário. Com a entrega dessa nova estação, a demanda média da Linha 4-Amarela deverá saltar para 10 ou 12 mil usuários/dia.
 
 Túnel por onde correm os trens da Linha 4-Amarela: próxima estação a ser entregue será Pinheiros

De acordo com a assessoria de imprensa da ViaQuatro e do Governo do Estado, até o final do semestre deverá ser entregue a quarta estação da linha, que será Pinheiros, com integração gratuita com a Linha 9-Esmeralda da CPTM de mesmo nome. Com isso, a Linha 4 ganhará ainda mais usuários. Até o final do ano, devem ser inauguradas as duas maiores estações da linha: Luz e República, o que fará com que a Linha 4-Amarela seja uma das mais movimentadas do sistema de transporte subterrâneo sobre trilhos de São Paulo. Na Estação Luz, haverá integração com a Linha 1-Azul do Metrô, e as linhas 7-Rubi, 10-Turquesa e 11-Coral da CPTM. Na Estação República, integração com a Linha 3-Vermelha do Metrô. Não para menos que o slogan da ViaQuatro relativo à sua linha é ´a linha da integração`, uma vez que a Linha 4-Amarela ligará diversas linhas dentro dela mesma. Até o final da obra, veremos tais acontecimentos.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Frota H da Linha 3 completa um ano de operação

H64 correndo pela Linha 3-Vermelha

Saudações a todos! Hoje, 28 de março, o trem da Frota H do Metrô completa um ano de serviços prestados. Há exatos 365 dias, na estação Tatuapé, a primeira unidade dessa série era entregue para a população da Linha 3-Vermelha (Palmeiras-Barra Funda à Corinthians-Itaquera). Depois de muita espera por novos trens por parte da população, o governo de São Paulo criou o projeto Expansão SP, que visava modernizar todo o sistema de transporte sobre trilhos, e com esse projeto, o Metrô foi beneficiado com a compra de 18 unidades dessa frota, além de outros trens mais, que foram divididos em: 10 unidades para a linha 3-Vermelha e 8 unidades para a linha 1-Azul.

Primeiro novo trem do Metrô construído na CAF, em Beasain (Espanha)

Primeiro novo trem recém-chegado ao pátio de Itaquera

Na solenidade de entrega desse primeiro trem, estivemos presentes com diversos outros fãs da ferrovia, fotógrafos e admiradores da CPTM e do Metrô (na ocasião, também foi entregue o primeiro novo trem da CPTM, o CAF série 7000). Um verdadeiro encontro para celebrar a chegada do mais novo membro da frota ferroviária metropolitana paulista. Ao contrário do novo trem da CPTM, o novo trem do Metrô não causou tanto frissom entre os curiosos, uma vez que o Metrô não necessitava tanto assim de novos trens, sendo que o sistema absorvia a demanda de maneira eficiente. Após os discursos das autoridades, o primeiro novo trem foi entregue à população pelo então presidente Jorge Fagalli, juntamente do então governador José Serra. O novo trem partiu da estação Tatuapé sentido Palmeiras-Barra Funda.

Salão de passageiros do trem Frota H - mais espaço para os usuários

Atualmente, todas as unidades encontram-se em operação nas suas linhas destacadas, e os usuários aprovaram a entrega dos novos trens. Na Linha 3-Vermelha, o índice de aprovação é bastante alto, uma vez que o ar-condicionado das composições traz mais conforto aos usuários.

domingo, 27 de março de 2011

Estação Butantã será inaugurada amanhã

Fachada da nova estação Butantã é coberta por aço inox

Amanhã a ViaQuatro, concessionária que administra a Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, entrega a terceira estação da linha. Após quase um ano da entrega das duas primeiras estações (Paulista e Faria Lima), enfim Butantã será disponibilizada para a população. Durante a manhã de hoje, estive realizando vistoria nas instalações, juntamente com o presidente do Metrô, o senhor Sérgio Avelleda (o qual devo agradecer pelo convite). Chegamos na estação Consolação por volta das 10h, onde descemos até a estação Paulista da Linha 4. Durante o trajeto, encontramos alguns diretores e funcionários da ViaQuatro, que nos receberam e acompanharam até a plataforma de embarque. Bastante curioso foi ver a estação completamente vazia (a linha 4 não opera aos domingos), tendo apenas alguns funcionários em locais estratégicos. Paramos no mezanino, para aguardar um dos funcionários da ViaQuatro autorizar nossa entrada no sistema. 

Placa na estação Paulista, já indicando o novo destino

Adentramos ao sistema, e embarcamos em um dos trens coreanos adquiridos pela ViaQuatro, operados em sistema Driverless (sem condutor, totalmente automatizado), e seguimos rumo à estação Butantã. Durante a viagem, pudemos perceber o painel de controle do trem aberto. Como alguns (mas nem todos sabem), o painel de controle do trem permanece fechado, e não existe cabine de condução. Como hoje era um caso especial de testes, pudemos perceber que o painel é bastante compacto, e com as funções principais bem à mão.

Painel de controle do trem coreano

Ao desembarcar na estação Butantã, notou-se poucas diferenças em relação as outras duas estações da mesma linha. O que percebi foi um espaço mais amplo no mezanino. Muito de longe lembra a estação Alto do Ipiranga (Linha 2-Verde), por sua profundidade. Mas além disso, nada muito novo. Saímos das instalações para observar as fachadas da estação, e o que se viu foi um projeto muito inovador, com um prédio bastante imponente. Todo coberto em aço inox, o prédio principal deve ser a nova atração local, enquanto que o segundo acesso é mais discreto, lembrando também estações da linha 2-verde. No mais, tudo muito bonito e atraente, obra digna do governo do estado + metrô.

Fachada da nova estação Butantã

A nova estação da Linha 4-amarela será inaugurada amanhã as 09h30, e contará com a presença do governador Geraldo Alckmin, o presidente do Metrô Sérgio Avelleda e demais diretores do Metrô e ViaQuatro. Quem comparecer irá se surpreender com a estrutura.

Blog Metrô em Foco está no ar

Sejam todos bem-vindos ao novo blog Metrô em Foco! Estamos inaugurando hoje um novo portal de comunicação com os usuários dos transportes sobre trilhos, e assim como temos feito no blog CPTM em Foco, agora estaremos dando atenção também aos usuários do Metrô de São Paulo. Quem já conhece nosso trabalho sabe da nossa didática: informação, cultura, história e orientação, tudo em prol de melhorar ainda mais os nossos transportes. Espero que todos vocês participem ativamente desse blog, pois recebemos visitas também da diretoria executiva do Metrô, inclusive do presidente da companhia, o sr. Sérgio Avelleda. Portanto, estamos abrindo um canal de comunicação direta, voltado à informar os usuários sobre o que realmente lhes interessa. Espero a visita de todos vocês, pois sempre teremos novidades por aqui!

Atenciosamente;

Diego Silva
Administrador do blog

Seguidores