terça-feira, 1 de novembro de 2011

Sérgio Avelleda: todos estamos com você!

Sérgio Avelleda, presidente do Metrô-SP
Por Diego Silva

Nos últimos dias, nós que acompanhamos o sistema de trens e metrô de São Paulo fomos surpreendidos com algumas manchetes, que apontavam um pedido de cassação do Ministério Público contra o presidente Sérgio Avelleda. Tudo isso supostamente por conta de possíveis fraudes na licitação da extensão da Linha 5-Lilás. Mas algo que ninguém notou: a licitação foi assinada pelo ex-presidente Jorge José Fagali, e na época, Sérgio Avelleda presidia a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A licitação foi autorizada pelos órgãos competentes, e uma vez iniciada, foi paralisada sob nova suspeita de fraude. Se Avelleda tem participação nisso, foi pensando no bem de todos nós que utilizamos o transporte público. A extensão da Linha 5 é uma obra essencial, de grande importância, que deve sim ser realizada.

Entrega do 1º trem série 7000, na estação Brás (28/03/2010)

Particularmente, caros leitores, suspeitamos de interesse político nessa história. Eu, que vos escrevo com certa frequencia, jamais conheci alguém tão íntegro, honesto e responsável quanto o presidente Sérgio Avelleda. Conheço o presidente desde os tempos de CPTM, quando nos conhecemos na entrega do primeiro trem da série 7000, em 28 de março de 2010. Desde então, o presidente sempre fez questão de nos ouvir, abrindo espaço tanto na CPTM quanto no Metrô. Sérgio sempre confiou em mim e nos outros blogueiros e administradores de redes sociais para aplicar as melhorias necessárias nos trens da CPTM e Metrô. Sempre acreditou no potencial de cada um de nós, além de mostrar o quanto é acessível e gentil.

Entrega da nova estação Tamanduateí (21/09/2010)
Mas não é o fato de abrir espaço nas empresas que faz do presidente a pessoa que é. Sérgio sempre nos demonstrou humildade e caráter jamais vistos em outro presidente. Longe de qualquer status, o presidente fazia questão de ir aos seus compromissos de trem (nos tempos de CPTM), dispensando até mesmo a presença de seguranças. Cumprimentava todos os funcionários, hábito que mantém até hoje, mostrando o alto nível de educação e de simplicidade. Conferia as obras de perto, conversando com usuários para saber das expectativas. No Metrô, está presente em todas as entregas. Faz questão de cumprir seus compromissos utilizando os serviços da empresa que administra. Quando não, dá o exemplo para uma vida sustentável: vai de bicicleta. Sim, o presidente é ciclista, mostrando para SP como é possível vencer o trânsito de maneira saudável e prática.

Presidente na ciclovia da CPTM: ideia aplicada com sucesso e utilizada pelo mesmo
Sérgio Avelleda não tem vaidades. É gente como a gente. Sempre justo e correto, escolheu o bem para quem estava ao seu redor. Na presidência da CPTM, foi exaltado como o melhor presidente dos quase 20 anos de empresa (inclusive por nós, confira em: http://cptmemfoco.blogspot.com/2010/12/sergio-avelleda-o-melhor-presidente-da.html). Entre tantas conquistas na CPTM, podemos citar:

- Modernização de 34 trens da CPTM, de diversas linhas;
- Construção de 7 novas estações;
- Aquisição de 48 novos trens;
- Programa Usuário Amigo;
- Visitas Institucionais;
- Ciclovia do Rio Pinheiros;
- Nova identificação visual da CPTM;
- SMS Denúncia;
- Expresso Turístico;
- Ciclista Cidadão;
- Câmeras de vigilância em todas as estações;
- Cobertura total de grande parte das estações;
- Redução significativa do intervalo entre os trens;
- Acessibilidade.

Segundo trem modernizado entregue - Unidade K07 - Linha 3-Vermelha
No seu retorno ao Metrô, Sérgio encontrou uma empresa em declínio, herança deixada pelo ex-presidente José Jorge Fagalli. Na época de sua nomeação como novo presidente do Metrô, o governador Geraldo Alckmin, em entrevista para a imprensa, disse que Sérgio Avelleda era o presidente ideal para comandar a expansão da empresa, que está em andamento. Em menos de um ano de administração, as conquistas:

- Entrega de 5 trens modernizados para a população;
- Entrega da primeira fase da Linha 4-Amarela;
- Aquisição de 15 trens para as linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha;
- Aquisição de 26 trens para a linha 5-Lilás;
- Início das obras de construção do Monotrilho da Linha 2-Verde;
- Assinatura do contrato do Monotrilho da Linha 17-Ouro;
- SMS-Denúncia;
- Visitas institucionais;
- Maior segurança.

O Ministério Público está trabalhando com uma hipótese falha. Baseado em documentos da gestão anterior, onde de fato, houve contrato fraudulento, porém aprovado pela bancada. Sérgio Avelleda é advogado, sabe lidar com esse tipo de situação melhor do que eu, e assim como todos nós, sabe que isso não levará a lugar nenhum. Pressões políticas não adiantarão. O trabalho do justo será exaltado, e o presidente sairá dessa.

Falando como amigo do presidente e abertamente com todos vocês que estão lendo essa postagem especial nesse momento, garanto a vocês: o presidente não tem qualquer participação nisso. Sérgio Avelleda é conhecido por todos nós como um presidente atuante, justo, correto, bom caráter, social, humilde e honesto. Trabalhador, vencedor na vida como toda pessoa deve ser. Seja onde estiver, presidente, estaremos sempre junto com o senhor. As críticas sempre irão existir, mas saiba que Deus protege o justo, e lhe dá a vitória eterna. Agora é hora de mostrar para todos que o criticam, os valores que o senhor sempre demonstrou. Sua honestidade é o exemplo que todos devemos seguir. O blog Metrô em Foco abraça a causa, e nós apoiamos Sérgio Avelleda!

4 comentários:

andre disse...

vms la pessoal vms apoia-lo o presidente precisa de todo o nosso apoio. vms nos unir por ele e pelo metro de sao paulo vms galera

Ricardo Alves disse...

Que tal um ato de apoio dos usuarios? Se rolar estou dentro.

Diego Silva disse...

Divulguem em suas redes, leitores. Mostrem a matéria do blog e espalhem a ideia! =D

Anônimo disse...

Grande feito do TJ-SP em retomar as obras da linha 5. Sem provas concretas quanto à fraude nos contratos, o Estado gastaria milhões em indenizações sem ver a obra concluída. Quem paga por isso? O contribuinte e os usuários do sistema.
Só não entendo porque ficou mantido o afastamento do Avelleda, pois está fazendo o que tem que ser feito, o que é prudente ser feito. Só espero que o Governo do Estado não rife o Avelleda, agora que conseguiu decisão para prosseguir as obras.
Senhor Governador, a missão ainda não está cumprida e a luta ainda não acabou. Ainda precisamos lutar na Justiça para trazer o Avelleda de volta à Presidência do Metro. Vale salientar que o Poder Judiciário não pode interferir no Poder Executivo, conforme escrito na Constituição Federal. A escolha do Presidente do Metro cabe ao Poder Executivo e DEVE ser respeitada pelos demais poderes. Ao TJ-SP fica a vergonha de "se meter no quintal do vizinho"!

Postar um comentário

Seguidores