segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Metrô espera transportar 6 milhões em 2016

Interior trem Frota K - Linha 3-Vermelha

Fonte: R7

Se concluídas nos prazos previstos, as obras de expansão das linhas 2-Verde, 4-Amarela, 5-Lilás e de construção da linha 17-Ouro farão com que o Metrô de São Paulo transporte, por dia, quase 6 milhões de passageiros em 2016. Hoje, esse número é de aproximadamente 4 milhões.
Já em funcionamento entre a Vila Madalena e a Vila Prudente, a linha 2-Verde deve ganhar 17 novas estações pelo sistema de monotrilho até 2016, entre elas Oratório, Sapopemba, São Mateus, Jacu-Pêssego e Cidade Tiradentes. A demanda prevista pelo Metrô para o novo trecho é de 550 mil usuários por dia. O investimento estimado é de R$ 4,9 bilhões.

Na linha 4-Amarela, já em funcionamento entre Luz e Butantã, as novas estações Fradique Coutinho, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Higienópolis-Mackenzie, além da extensão até Vila Sônia, devem gerar um aumento de 220 mil usuários por dia.

As 11 novas estações da linha 5-Lilás deverão contribuir com mais 644 mil usuários por dia no sistema. Ligando a estação do Largo 13 à Chácara Klabin (na linha 2-Verde), passará por Adolfo Pinheiro, Campo Belo, Moema e Santa Cruz (esta última integrada à linha 1-Azul). O investimento previsto é de cerca de R$ 6,9 bilhões. 
Já a linha 17-Ouro, com 18 estações pelo sistema de monotrilho entre Jabaquara e o estádio do Morumbi, deve contribuir com mais 252 mil usuários por dia. Com investimentos previstos em R$ 3,2 bilhões, a nova linha fará integração com a 5-Lilás na estação Água Espraiada e passará pelo aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista.

Em setembro, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que, até o final do seu governo (2014), terá entregue 30 km de novas linhas de metrô e deixará outros 95 km em construção. O diretor-presidente da empresa, Sergio Avelleda, afirma que o Metrô terá investimentos de R$ 30 bilhões nos próximos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores