quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Empresas poderão apresentar manifestação de interesse na implantação da Linha 6

Fonte: Metrô


O Governo do Estado de São Paulo dará início, nesta quarta-feira (5/10), ao “chamamento público” para manifestação de interesse da iniciativa privada no desenvolvimento de estudos e modelagem para implantação da futura Linha 6-Laranja do Metrô, cujo trecho prioritário ligará Brasilândia (zona norte) à Estação São Joaquim (região central).
O edital será publicado nesta quarta-feira (5/10) no Diário Oficial do Estado pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e Conselho Gestor de Parceiras Público-Privadas, com base nos decretos n° 48.867 de 10/08/2004 e 57.289 de 30/08/2011, que regulamentam a realização de PPPs no âmbito estadual.
O procedimento decorre da manifestação de interesse público feita pela Odebrecht Transport Participações e aceita pelo Conselho Gestor de PPP’s no último dia 22 de setembro. A proposta apresentada para a Linha 6-Laranja detalha o projeto de engenharia, levantamento de dados e movimentação de passageiros, análise e projeção de receita, estimativas de custos e despesas, análise de viabilidade econômico-financeira e dos aspectos legais, bem como a modelagem de contratação.
O prazo para que as empresas façam o requerimento de autorização para a realização de estudos é de 10 dias após a publicação do edital, ou seja, até 15 de outubro. Nesse período, os interessados poderão consultar a proposta da Odebrecht e os estudos já realizados pelo Metrô. A conclusão e apresentação dos estudos deverão ser feitas em um prazo máximo de 130 dias contados a partir da publicação do edital. No futuro, caso o vencedor da licitação da PPP para implantação da Linha 6-Laranja não for a Odebrecht, os custos dos estudos técnicos da proposta preliminar deverão ser ressarcidos.

Ligação Norte-Centro
A futura Linha 6-Laranja, com 15,9 km (13,5 km operacionais) e 15 estações, conectará as regiões noroeste e central da cidade de São Paulo, servindo os bairros de Brasilândia, Freguesia do Ó, Água Branca, Perdizes, Pacaembu, Higienópolis, Bela Vista e Liberdade. Ela atenderá o eixo de importantes universidades, como a UNIP, Uninove, FAAP, PUC, Mackenzie e FMU. Numa segunda etapa, a Linha 6 avançará ao norte, até a rodovia dos Bandeirantes e atenderá o futuro Centro de Convenções de Pirituba. A leste, a linha irá da Estação São Joaquim até Cidade Líder.
No momento, o Metrô está concluindo os projetos básicos de obras civis e sistemas. Também estão em andamento o Relatório Ambiental EIA-RIMA e levantamento de passivos ambientais.
A demanda prevista é de aproximadamente 640 mil passageiros por dia no trecho Brasilândia-São Joaquim. Caso todos os procedimentos burocráticos (licitações e licenciamentos) ocorram sem entraves, as obras deverão começar no segundo semestre de 2012 , com previsão de conclusão em 2016.

2 comentários:

Anônimo disse...

Houve mais alguma nova manifestação de interesse para realização estudos linha 6, além da Odebrecht Transport? Grato.

Diego Silva disse...

Estou a par do assunto, caro leitor. Irei me informar melhor, e comentarei novamente, para lhe dar uma informação segura.

Postar um comentário

Seguidores