quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Aperto na Linha 4-Amarela vai continuar

Trem da Linha 4-Amarela
Fonte: Revista Ferroviária

Na semana em que o governo do Estado de São Paulo apresentou o maior orçamento para obras de Metrô da história - R$ 4,9 bilhões em um ano -, o secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, admite que nem as 11 obras metroferroviárias que devem estar em andamento até a metade do ano que vem vão dar conta de resolver os problemas de trânsito da capital. Ele defende a construção de mais corredores de ônibus.
O aperto que os usuários da nova Linha 4-Amarela enfrentaram nas estações nas duas últimas semanas deve continuar pelo menos pelos próximos três anos, segundo ele. "Por que estamos sofrendo hoje com as Estações Paulista e Consolação? Por que a Linha 5 atrasou. Se ela estivesse pronta, como era previsto, a população da zona sul teria mais opções e não desembocaria todo mundo na Linha 4", explica. "Com o atraso, ainda vamos passar aí mais uns três anos com lotação."
A Linha 4-Amarela começou a funcionar em tempo integral (das 4h40 à meia-noite, exceto aos domingos) em 26 de setembro. A possibilidade de baldeação entre o ramal e as demais linhas do Metrô trouxe mais gente do que os corredores das estações puderam aguentar, batendo nos 405 mil usuários. Nos horários de pico, a travessia do túnel entre as Estações Paulista e Consolação chegou a durar 15 minutos.
Fernandes nega que as estações tenham sido mal dimensionadas para o tamanho da demanda. "Não adianta fazer uma estação enorme que vá ficar ociosa no futuro. Não dá para fazer um dimensionamento para uma situação que não é permanente." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

2 comentários:

O arquiteto disse...

Esta situacao nao e permanente? Bom o que sera feito para melhorar isso? Caro Diego, nao sei ao certo o que foi pensado ao conceber esta linha amararela, mas digo que como Arquiteto que sou, achei as estacoes belas, mas acho que a demanda neste momento e muito maior que o servico oferecido. Ex: a baldeacao na estacao de pinheiros foi de uma tolice absurda, pois o fluxo de pessoas nos trem da linha 9 da cptm aumentou absurdamente, gerando um caos terrviel, na saida da estacao Osasco. O trem que saia ate vazio desta mesma estacao agora nao sai mais. quanta bobagem o governo de sao paulo faz.

Diego Silva disse...

Arquiteto, o projeto da Linha 4 amarela remonta desde os anos 60, quando se começou a conceber obras desse porte para o transporte sobre trilhos. A demora para se construir resultou nisso. A ideia do governo é integrar tudo o que for possível, para se chegar cada vez mais longe no menor tempo, não importando o nível de qualidade do serviço.

Postar um comentário

Seguidores