quarta-feira, 6 de julho de 2011

Secretário Jurandir Fernandes detalha chegada da Linha 4 em Taboão da Serra

Fonte: Portal Taboanense

O secretário estadual de transportes metropolitanos, Jurandir Fernandes, deu pela primeira vez detalhes sobre a linha amarela do Metrô que irá chegar até Taboão da Serra. Em entrevista ao Portal O Taboanense, Jurandir disse que o processo de expansão é "irreversível e inevitável". O secretário não deu um prazo para o início das obras, mas disse que Taboão da Serra terá também um terminal rodoviário interligado ao Metrô.

A entrevista concedida pelo secretário foi durante o lançamento da Câmara de Desenvolvimento Metropolitano. O primeiro passo para que o Metrô chegue até Taboão da Serra foi a decisão do governador Geraldo Alckmin de construir um terminal e uma estação na Vila Sônia, onde será o pátio de manobras dos trens da linha amarela.

Segundo Jurandir Fernandes, a população de Taboão da Serra pode ficar tranquila, porque o "o processo não volta atrás, é irreversível".  Jurandir ainda lembrou que pela primeira vez o Metrô vai sair da capital e chegar até outra cidade. "Pela primeira vez na nossa história, ele [Metrô] vai se tornar efetivamente um transporte metropolitano, que, aliás, é a origem do nome dele".

O secretário afirmou que o projeto de ampliação da linha até Taboão da Serra será totalmente subterrâneo e que ainda não foi definido o local onde será feita a estação. "A área técnica está desenvolvendo os estudos. Qualquer anúncio precipitado pode virar especulação,
 quando tiver uma situação definida, vamos conversar com vocês [se referindo aos vereadores, prefeito Evilásio e deputada Analice que acompanhavam a entrevista] e com a população".

Uma das preocupações da secretaria de transportes metropolitanos é também integrar a estação taboanense com um terminal de ônibus. "Todo esse equipamento será levado para Taboão da Serra para que os ônibus se juntem ao Metrô para deixar de saturar as nossas vias", disse.

Diante das preocupações demonstrada pelos vereadores que estavam presentes, Jurandir tranqüilizou. "Nós temos a concessionária, temos o financiamento,  temos a vontade política do governador e de todos vocês de Taboão". Jurandir ressaltou que o local onde será construída a estação deve ser muito bem escolhido. "Temos que evitar desapropriação de indústrias, escolas e prédio públicos para não dificultar".

Na entrevista, Jurandir não quis determinar uma data para o início das obras, mas lembrou que qualquer obra tem um tempo de duração de no mínimo quatro anos. "Uma vez que começam as obras, é irreversível, não tem como voltar atrás".

O secretário garantiu que nesse período, toda cidade já começa a se preparar. "O que é importante é a definição, com isso a cidade se prepara, os corredores [de ônibus] se prepram, o adensamento em torno da linha se prepara, isso cria uma sinergia para toda a região. A população deve saber que terão etapas a serem vencidas, mas uma vez estabelecido o edital, a concorrência, a contratação e obras as começando, e esse processo todo já está em andamento, não volta mais atrás".

Repercussão
Os vereadores Macário, presidente da Câmara, Paulo Félix, Natal e Cido, além da deputada Analice Fernandes e do ex-prefeito Fernando Fernandes acompanharam a entrevista do secretário Jurandir Fernandes. Todos mostraram empolgação com as informações dadas por Jurandir.

"Eu estava apreensível antes da conversa com o secretário, agora sinto que o Metrô realmente vai chegar a Taboão da Serra, vamos esperar as novas informações sobre essa boa notícia para nossa cidade e região", disse Macário.

O vereador Paulo Félix também elogiou as informações passadas pelo secretário. "Eu já estava confiante desde o anúncio feito pelo nosso governador Geraldo Alckmin, agora, com esses detalhes, estamos todos empolgados".

O ex-prefeito Fernando Fernandes elogiou a decisão do governador Geraldo Alckmin. "Para a região de Taboão da Serra essa é uma das melhores notícias que já foram dadas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores