domingo, 31 de julho de 2011

Governador assina contrato da Linha 17

Fonte: Portal do Governo
Imagem: Divulgação Scomi

O governador Geraldo Alckmin assinou neste sábado, 30, o contrato para a implantação da Linha 17- Ouro do Metrô. A nova linha será operada por meio de monotrilho e fará a ligação do aeroporto de Congonhas com a rede metroferroviária.

"Serão 17,8 km de monotrilho, 18 estações, 24 trens novos, 0 km, 96 carros, e integrando com a Linha 1, Norte-Sul; o aeroporto,  Linha 5 do Metrô; a Linha 9 da CPTM, na Marginal Pinheiros; o estádio; a comunidade de Paraisópolis e mais a Linha 4 do Metrô. Então a Linha 17-Ouro será uma linha de grande importância em termos de sinergia, integrando com as demais e facilitando a vida da população", afirmou o governador.

O primeiro trecho a ser entregue à população, com 7,7 quilômetros de extensão, será entre o aeroporto de Congonhas e a Estação Morumbi da Linha 9-Esmeralda da CPTM (Osasco-Grajaú), atendendo à concentração da rede hoteleira na região. Este trecho terá oito estações:Jardim Aeroporto, Congonhas, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Água Espraiada, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e Morumbi.

Na sequência, a linha será conectada à Linha 5-Lilás na Estação Água Espraiada, até meados de 2014. O restante da Linha 17, da estação Morumbi (Linha 9-Esmeralda) até a estação São Paulo-Morumbi (Linha 4-Amarela), passando por Paraisópolis, e o trecho Jabaquara - Brooklin Paulista, tem previsão de entrega a partir de 2015.

Traçado e operação
A previsão é que a Linha 17-Ouro tenha aproximadamente 18 quilômetros de extensão e 18 estações: Jabaquara, Hospital Sabóia, Cidade Leonor, Vila Babilônia, Vila Paulista, Jardim Aeroporto, Congonhas, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Água Espraiada, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan, Morumbi, Panamby, Paraisópolis, Américo Mourano, Estádio do Morumbi e São Paulo-Morumbi.

Construída em via elevada, a linha passará pelas avenidas Água Espraiada, Washington Luiz, Marginal Pinheiros, Perimetral Sul (em implantação pela Prefeitura) e Jorge João Saad.

A opção da Companhia do Metrô de São Paulo pelo monotrilho na implantação da Linha 17-Ouro, em vez do sistema de metrô convencional, considerou principalmente a previsão de demanda. Além disso, o monotrilho utiliza via elevada (sem necessidade de escavação e construção de túnel), com estruturas de concreto pré-moldado instaladas, em grande parte, em canteiros centrais de avenidas, eliminando sensivelmente o número de desapropriações que ocorreriam no caso de metrô pesado e também com pouca interferência em termos de impacto visual/urbanístico.

Vale destacar que o monotrilho, assim como o metrô pesado, funciona por meio de energia elétrica, o que contribui para reduzir a poluição atmosférica (não emite gases). O monotrilho também pode oferecer conforto e eficiência similares ao metrô convencional.

Na construção da Linha 17-Ouro, o modelo de monotrilho será sobre pneus (baixo nível de ruído) e funcionará na mesma velocidade do metrô subterrâneo. As composições terão ar-condicionado e toda a tecnologia de última geração incorporada pelos novos trens que o Metrô de São Paulo está adquirindo, além de operação com índice de qualidade das demais linhas do Metrô.

O trem ficará a uma altura entre 12 e 15 metros do chão, dependendo do trecho, correndo sobre vigas de concreto. A frota será composta por 24 trens.

1º Trecho: Jardim Aeroporto - Estação Morumbi (Linha 9-Esmeralda / CPTM)
O trecho entre as estações Jardim Aeroporto-Estação Morumbi (Linha 9-Esmeralda/CPTM), que corresponde ao trecho 1 do projeto, terá 7,7 quilômetros de extensão e oito estações. A previsão de demanda diária é de 43,1 mil passageiros.

2º Trecho: Panamby - Estação São Paulo.Morumbi (Linha 4-Amarela)
A próxima extensão da Linha 17 terá 6,4 km e cinco estações (Panamby, Paraisópolis, Américo Maurano, Estádio do Morumbi e São Paulo-Morumbi), com previsão de demanda de 166,6 mil usuários/dia.

3º Trecho: Jabaquara-Vila Paulista
O terceiro trecho da Linha 17-Ouro terá 3,5 km e cinco estações: Jabaquara, Hospital Sabóia, Cidade Leonor, Vila Babilônia e Vila Paulista. Esse trecho fará a ligação com a Linha 1-Azul do Metrô na estação Jabaquara.

Linha completa: Jabaquara-Aeroporto-São Paulo.Morumbi
A Linha 17-Ouro completa terá cerca de 18 quilômetros de extensão e 18 estações. A demanda de passageiros prevista é de 252 mil pessoas por dia e a operação a partir de 2015. O investimento para a Linha 17-Ouro será R$ 3,1 bilhões, com recursos provenientes dos governos do Estado, do Município e empréstimo do Governo Federal (Caixa Econômica Federal e BNDES).

3 comentários:

Anônimo disse...

bom. agora é meter a mão na massa e acelerar essa obra depois de tanto atrazo, afinal a população ta muito carente de transporte e quando si assina um contrato de construção de uma linha de metrô queremos que comece imediatamente.

Diego Silva disse...

Sim, caro leitor, as obras serão iniciadas dentro em breve. Faltam apenas alguns detalhes burocráticos, para a festa começar. Será uma construção rápida, em vista de que não precisa cavar túneis. Esperamos ver tudo em movimento pelo menos até o fim desse ano.

Carlos Motta disse...

Olá, no projeto inicial, havia a estação Santo Antonio entre as estações Morumbi e Panamby (http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=900260), e agora pelo que li neste texto, a única estação que constava do projeto inicial e que não está aqui é a Santo Antonio. Gostaria de saber se essa estação irá existir ou se o projeto foi cancelado. Obrigado.

Postar um comentário

Seguidores