domingo, 22 de maio de 2011

Metroviários de São Paulo aprovam estado de greve




Os metroviários de São Paulo rejeitam a proposta do Metro de reajuste de 6,45% e aprovaram estado de greve. A decisão foi tomada em assembléia realizada nesta de quinta-feira (19), que contou com a presença de 700 pessoas. Os trabalhadores do Metrô reivindicam a reposição da inflação pelo IGMP (Índice Geral de Preço de Mercado) de 10,79%.
A partir de agora, os metroviários vão intensificar suas mobilizações com a realização de reuniões setoriais e utilização de coletes com suas reivindicações nos locais de trabalho.
A categoria realizará também um ato na estação Sé do metrô, região central  de São Paulo, na próxima quarta-feira (25).
Uma nova assembleia será realizada na quinta-feira (26), que poderá decretar a greve da categoria por tempo indeterminado, caso não haja o atendimento das reivindicações.

O que querem os metroviários
- Reajuste de 10,79%, conforme IGPM, para reposição da inflação;
- Produtividade de 13,80%, conforme ICV-Dieese;
- Reajuste de 13,90% para o VR;
- Aumento do valor da cesta básica e do VA para R$ 311,09;
- Equiparação salarial e Plano de Carreira;
- PPP para aposentadoria e plano de saúde para os aposentados;
- Não à privatização das L4 e L5;
- PR igualitária;
- Licença maternidade de seis meses;
- Anistia aos demitidos.

Campanha unificada
Os metroviários de São Paulo estão em campanha unificada com os trabalhadores da Sabesp, os eletricitários e os ferroviários de Sorocabana (interior de São Paulo).
Essas categorias em luta estão promovendo atividades conjuntas com o objetivo de melhorar os serviços públicos prestados. Uma carta aberta foi distribuída à população, em ato unificado realizado por esses setores na última quarta-feira (18). O documento denunciava a precarização desses serviços, o aumento das tarifas nos transporte, e convocava a sociedade a se somar nessa luta pela valorização dos serviços essenciais como  água, saneamento, transporte e  eletricidade no Estado de  São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores