terça-feira, 31 de maio de 2011

Greve do Metrô 2011: Metrô apresentou nova proposta

Fonte: Site Metrô

A Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô apresentou nova proposta ao Sindicato dos Metroviários e dos Engenheiros do Metrô, durante reunião realizada no Tribunal Regional do Trabalho - TRT, na tarde desta terça-feira (31).

O Metrô ofereceu reajuste salarial de 6,39% (conforme IPC/Fipe) mais 1,3% de aumento real, o que significa um ganho de 7,77% sobre os salários atuais. Além disso, a Companhia reajustou o valor do Vale Alimentação mensal em 50%, passando este benefício para R$ 150. As demais propostas da Companhia garantem mais benefícios à categoria. No caso de metroviários residentes fora da cidade de São Paulo haverá um auxílio- transporte. O Metrô propôs ampliação do auxílio-creche, agora também para filhos com deficiência, sem limite de idade. Outra iniciativa foi a ampliação no tempo da licença maternidade, também proposta de quatro para seis meses.

A Companhia ressalta que garantiu o aumento de 6,39% (IPC/Fipe) em todos os benefícios extra-salariais. Dentre os itens negociados está a nova PLR – Participação nos Lucros e Resultados, que será equivalente a um salário extra, o 14º salário, concedida aos empregados mediante cumprimento de metas estabelecidas pela Companhia.

A proposta do Metrô foi acatada pelo TRT e consolidada pelo Ministério Público Estadual, que a considerou extremamente razoável para o fechamento de acordo.

O Tribunal determinou que, em caso de greve, os metroviários mantenham em operação 90% da frota nos horários de pico e 70% das composições em circulação no horário de vale. Sobre essa obrigação, o Metrô está pronto para cumprir a medida judicial e espera o mesmo de todos os seus empregados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores